CONTROLE DE COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

O que é colesterol?

É um tipo de gordura produzida pelo fígado e pelo intestino e enviada para o sangue, que se encarrega de transportá-la para todo o organismo.

Existem dois tipos de colesterol: o colesterol "bom" ou HDL, que elimina o mau colesterol da corrente sangüínea, ajudando a diminuir os riscos de aparecimento de problemas cardiovasculares, e o colesterol "ruim" ou LDL que, quando em excesso, eleva o risco de isquemias - falta de irrigação sanguínea - cardíacas ou cerebrais (isso ocorre porque o LDL se deposita nas paredes das artérias, o que leva à formação de placas de gordura que impedem o fluxo sangüíneo).

O que são triglicérides ou triglicerídeos?

Os triglicérides são uma forma de gordura que circula na corrente sanguínea. A maioria da gordura do nosso corpo está na forma de triglicérides armazenadas no tecido adiposo.

Dicas para controlar o colesterol e os trigliceídeos

A dieta é fundamental, e lembre-se, não existe "dieta mágica". Pense que você irá modificar seus hábitos alimentares e que essas modificações devem durar por toda vida.

Faça seis refeições ao dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite. Procure comer sempre no mesmo horário, e divida a quantidade de calorias nestas seis refeições. Mastigue bem!

Beba pelo menos um litro e meio de água por dia, aqui não estão incluídos café, sucos ou chás.

Para reduzir tanto o colesterol quanto a gordura em sua dieta, não coma mais que três refeições com carne por semana. E quando comer, escolha cortes magros, como o filé. Retire toda a gordura visível antes de cozinhar, assim como a pele de aves. Coma mais peixes.

Dê preferência aos leites desnatados e queijos com baixo teor de gordura, e as versões light e diet de maionese e molhos para saladas.

A prática de exercícios físicos ajuda a aumentar o "bom" colesterol (HDL), que auxilia o organismo na eliminação do colesterol desnecessário. Além disso, há um benefício extra: a redução de peso.

Limite o consumo de açúcar e, se possível, substitua-o por adoçante. Modere a ingestão de sal, tanto na comida caseira como em produtos industrializados.

Coma fibras. As fibras solúveis, encontradas em frutas, verduras, aveia, sementes e grãos, ajudam a baixar a taxa de colesterol. O ideal é consumir cinco porções de frutas e verduras por dia.

Cuidado com as gorduras escondidas nos alimentos. Muitos deles, embora não aparentem, possuem altas taxas de gordura. É o caso das nozes, biscoitos recheados ou não, chocolates e frios. Por isso, leia os rótulos dos produtos antes de comprá-los e consumi-los.

É importante que sua dieta alimentar contenha uma proporção equilibrada de vitaminas e minerais. Frutas e hortaliças frescas contêm grandes quantidades de vitaminas, e sais minerais.

Inclua berinjela em seu cardápio diário; ela ajuda a eliminar as gorduras ingeridas a cada refeição.

Abuse do alho, ele evita que o organismo absorva grande parte do colesterol contido nos alimentos, ajuda a baixar a pressão e estimula o aumento do HDL. Abuse também da cebola, quando crua, ela tem propriedades semelhantes ao alho.

A soja e seus derivados (como leite e tofu) são ricos em proteínas e ajudam a diminuir as taxas de LDL.

Frituras? Nem pensar! Mas quem gosta de preparar alimentos, em especial carnes, na frigideira, pode usar água. Isso mesmo: um pouco de água num recipiente com revestimento antiaderente deixa a comida com um sabor delicioso. Meia colher de chá de azeite de oliva também pode substituir o óleo de cozinha.

Grelhar os alimentos faz com que eles adquiram um sabor especial, e não é preciso ter grelha para fazer isso. Qualquer panela ou frigideira com revestimento antiaderente serve.

O forno – a gás, elétrico ou de microondas – é um ótimo aliado para qualquer dieta anticolesterol. Alimentos fervidos também são indicados, mas é preciso levar em conta que a água quente retira parte de seus nutrientes. Por isso, em especial no caso de legumes e verduras, limite o tempo de fervura ao mínimo necessário.

O Colesterol não está presente em alimentos vegetais como frutas, verduras e óleos vegetais, mas está presente em TODOS os alimentos de origem animal como carnes, leite e ovos.

Alimentos Proibidos
(para quem tem colesterol elevado,  e que devem ser evitados por todos)

Carnes gordas e enlatadas, carne de porco, fígado, rins, pele da galinha, etc;

Leite gordo, queijo gordo (amarelo), manteiga e derivados, leite integral, etc;

Frios embutidos (presunto, salame, etc.);

Gema de ovo, maionese, creme de leite e sorvete de leite;

Achocolatados, creme de leite e leite condensado, iogurte integral;

Chocolate

Tortas e pastéis;

Frituras;

Beicon, toucinho defumado e banha;

Crustáceos e frutos do mar (camarão, lagosta, etc.);

Macarrão com ovos ou molho com queijo;

Biscoitos amanteigados, recheados, cremosos ou que contenham gema de ovo;

Coco, abacate, caqui;

Azeite, azeitona.

Alimentos permitidos

Carnes sem gordura, aves sem pele, peixes;

Leite desnatado, margarinas "light", iogurte desnatado, ricota;

Clara de ovo;

Frutas e suco de frutas, verduras, legumes e cereais;

Sorvete de frutas ou à base de leite desnatado;

Óleo de milho, girassol, soja e oliva;

Arroz, feijão, lentilha, grão de bico;

Farinhas integrais e de aveia;

Com moderação nas bolachas, biscoitos e macarrão.


COLESTEROL ALTO É PREJUDICIALÀ SAÚDE EM QUALQUER IDADE!



...

Um comentário:

  1. Oi prima

    Realmente podemos nos tornar saudaveis seguindo estas orientações.Como sempre teus artigos são tudo de bom!!!Parabens ...Bjs Elisabeth

    ResponderExcluir